Site leve

Qual a necessidade de ter um site leve e funcional?

Lá no começo da internet no Brasil, quase 30 anos atrás, os sites, além de poucos, eram lentos e carregados com muito custo, por causa dos antigos métodos de conexão. Mas isso é passado e, agora, os internautas querem agilidade na navegação: os mais antigos já sofreram bastante com internet lenta e os mais jovens, já nasceram na era da banda larga e não entendem porque deveriam esperar.

Hoje, é difícil aceitar um site que demore para carregar e cheio de erros. Uma pesquisa do Google afirmou que os sites que demoram mais do que 3 segundos para carregar tendem a ser abandonados. Os usuários modernos da internet são pouco tolerantes.

Então, é fundamental que seu site seja leve e funcional. Para entender o porquê destas qualidades são importantes e as desvantagens de um site lento, continue acompanhando este post.

O que deixa o site pesado?

Uma infinidade de fatores pode retardar o carregamento e tirar a paciência dos seus visitantes. Mas veja agora uma lista com os mais comuns:

Imagens grandes

Figuras e vídeos estão entre os tipos de arquivos mais pesados. Assim, quando usados no desenvolvimento web, é interessante fazer certas otimizações, como redução de largura e altura e uso da extensão (formato digital) mais apropriada.

Para fotos, o ideal são as imagens do tipo JPG; para elementos da própria construção da página, o PNG. Cada situação demanda um tipo diferente. Mudanças como compressão, podem reduzir drasticamente o peso das imagens: em certos casos, a diminuição pode chegar a 80%.

Existem ferramentas online que reduzem o tamanho das imagens sem perda de qualidade. Entre elas, estão o TinyPNG e o Online Image Optimizer.

Ausência de lazy loading

A tradução do termo é carregamento adiado. É um recurso que retarda o download de iframes, vídeos e imagens até que seja necessário, isto é, quando estiver prestes a ser visualizado pelo visitante. O uso desta ferramenta otimiza o tempo, porque prioriza os elementos mais importantes.

Quando um site não usa esta ferramenta, todos os recursos pesados são carregados independentemente de serem visualizados ou não, o que consome mais tempo. O lazy loading é aplicado pela maior parte dos navegadores. Mas o ideal é que as páginas contem com um script que execute a ação.

Escolha inapropriada de webfonts

As fontes (tipos de letras) estão contidas em arquivos que são carregados toda vez que os textos são exibidos. Quanto mais fontes diferentes seu site tiver, mais arquivos precisarão ser carregados, o que também demanda tempo, em especial se exigirem scripts ou CSSs externas.

Escolher fontes de sistema torna o carregamento mais rápido, porque já existem em praticamente todos os equipamentos, são comuns. Arial e Times New Roman são exemplos clássicos.

Como saber se o site está muito lento?

O principal sintoma é a demora para carregar. Como dissemos, o ideal é que o site leve no máximo 4 segundos para que o conteúdo essencial seja exibido. Se você desconfia que o seu site não está cumprindo este requisito, use uma ferramenta de medição de velocidade.

Existem muitas na internet. Basicamente, elas funcionam inserindo a URL da página a ser analisada, clicando no botão para executar a ação e aguardar o resultado, que trará números e diagnósticos. Levará alguns instantes para ser exibido.

Alguns sites de medição de velocidade são:

Se, após a análise, você perceber que as páginas estão muito pesadas, faça alterações o quanto antes, para que o seu posicionamento no Google não caia! Veja agora o que desenvolvedor pode fazer:

Como deixar o site mais leve

Tornando o site mais rápido, você ganha em acessos e tempo de permanência do usuário. Conheça algumas práticas para otimizar seu espaço na internet:

Monitore constantemente a velocidade

Em primeiro lugar, use as táticas sugeridas para se inteirar do tempo gasto para o carregamento. A maioria das ferramentas fornece comentários úteis sobre cada aspecto para orientar o web designer.

Procure reduzir as imagens

Diminuir as imagens não quer dizer perda de qualidade. Se refere ao tamanho do arquivo. Há programas específicos para essa tarefa, como o Riot. Outra opção são as aplicações on-line, como o Compressor.io e o TinyPNG.

Exclua o que não for necessário

Códigos não concluídos, muitos arquivos CSS, extensões e plugins pouco ou nada importantes vão consumir tempo no processamento. Se não forem muito necessários, remova-os. Procure manter só o que for relevante para o público. O Page Speed Insights pode ajudar bastante nessa tarefa.

Trabalhe com plugin de cache

Cache é uma cópia da página que fica armazenada como arquivo estático e sempre é enviada do mesmo jeito para o navegador do visitante. Quer dizer, é uma página “na memória” do servidor, já pronta, para reduzir o tempo entre a solicitação ao servidor e a resposta dele.

O plug-in é uma instrução ao servidor para que ele mantenha uma duplicação de uma página recentemente exibida, para evitar a sobrecarga do servidor com solicitações repetidas.

Por que o site precisa ser leve?

Se você nos acompanhou até aqui, certamente sabe que a rapidez ao carregar é muito importante. Mas além disso, os recursos que o site se propõe a oferecer ao usuário, como  vídeos, formulários, links e consultas a bancos de dados precisam funcionar bem. Erros prejudicam a experiência do usuário.

Não é demais reforçar: os usuários tendem a abandonar a página se ela demorar mais que 3 segundos para carregar. Mais alguns motivos relevantes para preservar a leveza e, consequentemente, a velocidade, são:

Ranqueamento privilegiado na página de resultados: o Google prefere exibir nos primeiros lugares os sites mais rápidos;

Tráfego do site: um carregamento maior do que os 4 segundos provoca a perda de cerca de 40% de visitantes e, portanto, potenciais clientes.

Experiência do usuário: se o site é lento, trava e as ferramentas não funcionam, a navegabilidade fica prejudicada e as pessoas vão parar de visitá-lo.

Assim, faça o máximo para manter a boa performance das suas páginas. Use bem as ferramentas de medição de velocidade e fique atento ao feedback dos clientes quanto ao desempenho do site.